Curtas

A partir do dia 09/07/2017, a transferência entre linhas municipais de Diadema e São Paulo e linhas de trólebus será tarifada em R$1,00 nos terminais Diadema, Piraporinha e São Mateus. [05/07/2017 - 14h30]

De acordo com publicação do Diário Oficial de São Paulo, de 03/02/2017, o ponto final das linhas 020, 022, 131 e 492, em Carapicuíba, passará a ser na altura do nº 262 da Rua Ten. José Nogueira, um pouco acima do terminal oficial atual. Data ainda não definida. [03/02/2017 - 11h25]

sábado, 27 de agosto de 2011

Pinheiros: Nosso destino, Nosso problema!



Um dos bairros mais antigos de São Paulo está ficando de cara nova. O bairro de Pinheiros vem passando por uma “reforma geral”, onde edifícios foram demolidos, calçadões foram criados, ruas tiveram seus sentidos alterados e pontos finais de ônibus também sofreram mudanças; tanto intermunicipais quanto municipais. A reforma vem acontecendo desde 2009, e o êxito foi tão grande que o valor dos imóveis na região aumentou e muito desde que ela começou.

Com a construção de mais prédios, ruas, geração de empregos por conta da reforma e posteriormente a ela, juntamente com os benefícios que já existiam no bairro, o movimento de pessoas tende a aumentar em números impressionantes. No seu término, a reforma atrairá investidores, corporações em busca de mão-de-obra, lojas e, consequentemente, compradores. Com toda esta movimentação prevista, o bairro precisa estar preparado para o aumento da circulação de pessoas e cargas. Na sua estrutura rodoviária (ruas, alamedas), na segurança, na orientação e no transporte coletivo.





Pinheiros conta, há algum tempo, com uma linha de Metrô: a Linha 4-amarela, que a princípio ligará o bairro da Vila Sônia até a Estação da Luz. Por lá já existem duas estações operantes: a Estação Pinheiros (que integra com a linha 9-Esmeralda, da CPTM) e a Estação Faria-Lima; e mais uma a ser inaugurada (Fradique Coutinho). Também tem a Linha 9 da CPTM (citada acima), que passa um tanto “por fora” do bairro, mas que agora faz integração com o Metrô (ViaQuatro), e temos também diversas linhas de ônibus (municipais e metropolitanos) que têm o bairro de Pinheiros como seu destino final; além dos corredores de ônibus das avenidas Prof. Francisco Morato e Rebouças.

Mas pensemos em como estas linhas estão distribuídas pelo bairro: cada uma tem um ponto final em uma rua. Mesmo as linhas intermunicipais estão separadas umas das outras, dificultando a localização destas linhas pelos usuários. Como Pinheiros vem crescendo e tem esta grande concentração de linhas e “acessibilidade”, um Terminal de Ônibus Municipal e Metropolitano cairia muito bem.





“As pessoas se confundem muito na hora de procurar as linhas de ônibus. Além de organizar as linhas e uní-las em um só lugar, um terminal simplificaria tudo” – disse um fiscal da Pirajuçara (Intervias).

“Este bairro é um bom bairro. É seguro, bem servido de transportes, metrô, e esta sendo totalmente reformado Um terminal completaria a reforma e acompanharia o metrô.” – Afirmou um trabalhador da região

“O bairro está em reformas; o Kassab está tentando organizar a região. Seria boa ideia ter um terminal. Tenho que ficar perguntando para achar uma linha, e um terminal traria informações mais claras e objetivas.” – Declarou uma mulher que estava à passeio.

“Faltam banheiros. Nós temos que pagar para usar o banheiro em bares e isso é um absurdo. O terminal nos traria mais conforto e melhores condições de trabalho.” – falou um motorista, que trabalha no Consórcio 7 (SPTrans)

“Este lugar está muito sujo; a criminalidade cresce e um terminal de ônibus facilitaria até mesmo o trabalho da polícia. Nele teríamos câmeras para monitorar a movimentação, e poderíamos atuar em conjunto com as empresas.” – Disse uma policial




Todos os profissionais da área declararam que são freqüentes as dúvidas sobre linhas e ruas. Até mesmo na hora das entrevistas pudemos observar uma família que tinha desembarcado de um coletivo pedindo ajuda para chegar a certa rua; o que prova a dificuldade de informação.

Tentamos contato com a EMTU, mas não obtivemos sucesso. Continuaremos tentando nos comunicar com a empresa para apresentar-lhes as idéias sobre um possível terminal na região. Também continuaremos a fazer pesquisas com a população e registrar suas opiniões. Deixe seu comentário!


Nenhum comentário:

Postar um comentário