Curtas

A partir do dia 09/07/2017, a transferência entre linhas municipais de Diadema e São Paulo e linhas de trólebus será tarifada em R$1,00 nos terminais Diadema, Piraporinha e São Mateus. [05/07/2017 - 14h30]

De acordo com publicação do Diário Oficial de São Paulo, de 03/02/2017, o ponto final das linhas 020, 022, 131 e 492, em Carapicuíba, passará a ser na altura do nº 262 da Rua Ten. José Nogueira, um pouco acima do terminal oficial atual. Data ainda não definida. [03/02/2017 - 11h25]

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Conisud cobra cronograma de ações da EMTU

Link permanente da imagem incorporada
O grupo de trabalho sobre transporte coletivo do Consórcio Intermunicipal da Região Sudoeste de São Paulo (Conisud) esteve reunido na manhã de segunda-feira, 4/8, com representantes da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU), para cobrar o cronograma de implantação das ações apontadas durante a audiência pública realizada em março deste ano, em Itapecerica da Serra.

O encontro contou com a participação do secretário estadual de Desenvolvimento Metropolitano, Edmur Mesquita, do presidente da EMTU, Joaquim Lopes, do superintendente do Conisud Paulo Oliveira, dos prefeitos Clodoaldo Leite (Embu-Guaçu), Fernando Amed (São Lourenço da Serra), Chuvisco (Itapecerica da Serra) e do secretário de Transporte e Trânsito de Cotia, Silvio Leme.

Entre as questões levantadas pelo grupo estavam a integração das linhas municipais e metropolitanas, a implantação de novos abrigos de ônibus, redução de tarifas, corredores preferenciais para ônibus, restrições viárias, aumento no número de pontos de recarga do cartão BOM e a construção de micro-terminais de ônibus pró-polos.

Em resposta às demandas, Daniela Peron, assessora técnica da EMTU, afirmou que o tempo médio para implantação das ações é de oito semanas a partir da resolução de pendências tarifárias. A empresa alegou ainda, que reivindicações como o retorno da circulação da linha 396 (Cotia/São Paulo) pela ponte Eusébio Matoso, dependem da autorização da SPTrans.

Segundo o presidente da EMTU, Joaquim Lopes, a instalação de 115 abrigos de parada já prometidos para as cidades consorciadas, foi vetada pela Companhia, mas, deverá ser inclusa no próximo plano orçamentário.

Fonte: Fanpage Prefeitura de Embu das Artes

Nenhum comentário:

Postar um comentário